Provérbios do mês de Julho

A jeira de Maio vale os bois e o carro, e a de Julho vale os bois e o jugo.

Deus ajudando, vai em Julho mercando.

Em Julho abafadiço fica a abelha no cortiço.

Em Julho ceifo o trigo e o debulho, e em o vento soprando o vou limpando.

Em Julho nunca a água no rio fez barulho.

Em Julho reina o gorgulho.

Em Julho tudo farás, só o teu verde não ceifarás.

Julho ceifa-se o trigo e a debulha.

Julho é o mês das colheitas, Agosto o mês das festas.

Julho quente traz o Diabo no ventre.

Julho quente, seco e ventoso, trabalha sem repouso.

Julho, o verde e o maduro.

Junho, Julho, Agosto, senhora, não sou vosso.

Por todo o mês de Julho, o celeiro atulho.

Quem em Julho ara a fio, ouro cria.

Quem trabalha em Julho, para si trabalha.

Deixe o seu comentário

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close