Processos e neutrinos

Nunca amanhece de repente. Também a noite nunca dura eternamente. Vamos somando aniversários, sofrimento, sonhos e pequenos passos diários que nos movem pelo mundo. Dormindo somos noite. Também despertos, quando andamos às cegas pelas ruas, não somos mais do que sombras escuras que não se reconhecem mutuamente. São necessários muitos anos para descobrirmos a simplicidade do que nos rodeia e como tudo seria mais fácil se não estivéssemos todos empenhados em complicar a nossa existência. Virão noites, dias chuvosos e tempestades quase apocalípticas, mas os dias azuis sempre regressarão para iluminar a nossa alma. Estes milagres nunca acontecem de repente. Descobrimos isso quando deixamos para trás a soberba e nos reconhecemos apenas como mais uma parte da natureza que nos muda diariamente, tal como muda cada neutrino e cada ser vivo que partilha o nosso espaço.

Deixe o seu comentário