Islândia triplicará seu crescimento em 2012 após a prisão de políticos e banqueiros

islandiaGraça a revolução social, Islândia ira Triplicar o seu crescimento em 2012 conseguiu acabar com um governo. Prendeu os responsáveis da crise financeira.
E começaram a redigir uma nova constituição por eles e para eles, e hoje graças a mobilização, será o pais mais prospero de um ocidente submetido a tenaz crise da duvida.

É a cidadania islandesa, cuja revolução em 2008 foi silenciada na Europa por temer que muitos reparassem, e o conseguiram, graças a força de toda uma união, o que começou por ser uma crise, converteu-se em oportunidade , uma oportunidade que os movimentos de todo o mundo têm observado com atenção e tem posto como modelo realista a seguir.

Porque, consideramos que a história é uma das melhores noticias dos tempos que correm, sobretudo depois de saber que segundo as Previsões da Comunidade Europeia, este pais do norte atlântico, fechou 2011 com um crescimento de 2.1% e em 2012 este crescimento será de 1.5% um valor que supera o triplo do que todos os países da zona Euro e a tendência de crescimento vai aumentar inclusive em 2013 atingindo os 2.7%.

Os analistas asseveram que a economia islandesa continua a mostrar sintomas de desequilíbrio, e que a incerteza segue presente nos mercados, porem há voltado a gerar emprego e a divida publica diminui de forma palpável.

Este pequeno país do periférico árctico recusou resgatar os bancos, deixando-os cair e aplico a justiça sobre quem tinha provocado certos descalabros e desvios financeiros

As nuances da história islandesa nos últimos anos são múltiplas, apesar de transcender parte dos resultados que todo o movimento social há conseguido, pouco se tem falado do esforço que este povo tem realizado. No entanto o que nos parece digno de mencionar é a história que fala de um povo capaz de escrever o seu próprio futuro sem ficar a mercê dos que decidem com leis, alheios da realidade do povo, e mesmo que sigam existindo buracos por tapar e escuros por iluminar.

A revolução islandesa não causou outras vitimas que os políticos e os homens de finanças. Não derramou nenhuma gota de sangue, e também não foi tão apelativa como a Primavera Árabe, nem sequer tem sido mediática, mas conseguiu os seus objectivos de forma limpa e exemplar. Hoje o seu caso pode ser o caminho ilustrativo dos indignados e dos movimentos de ocupação do Wall Street e de quem exige justiça social e justiça económica em todo o mundo.

O seguinte vídeo é de um dos impulsionadores da Revolução da Islândia o qual envia uma mensagem a todos os Indignados

[youtube http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=0FR4Mj0WdY4]

Via: Ironia d’estadoEn Positivo

Deixe o seu comentário