As silercas

| 27 de Março de 2011 | 1 Comentário

Silercas, cilarcas, tortulhos, míscaros, boletos, pantorras, sachas, frades, cantarelos, repolgas, lepiotas, chouteiros, pandorcas, orelhas-de-Judas , são alguns dos nomes que o povo usa para algumas das espécies comestíveis de fungos que aparecem nos campos. Encontram-se quando há mais água e a temperatura é a certa, parece que vindos do nada. Na realidade trata-se dos frutos que dão os fungos que vivem no solo, nas raízes das árvores, nos excrementos, na folhagem caída, ou na madeira morta. Estes fungos são como bolores, muitos deles decompondo a matéria orgânica morta, num processo lento mas contínuo que a torna de novo aproveitável para as plantas. Uma parte deles prefere lidar com os tecidos vivos, penetrando geralmente nas raízes, alguns como parasitas, outros – quando a sua relação com as plantas é mutuamente benéfica – como mutualistas. Tal como os frutos das árvores, os cogumelos servem para a reprodução; as “sementes” que deitam são esporos invisíveis a olho nu, que se espalham com o vento, com a água, agarrados ao corpo dos animais, etc.

A Linhaceira localizava-se numa zona rodeada de muitos pinhais que eram férteis numa espécie de cogumelos localmente muito apreciada e popularmente conhecida por silerca (Amanita ponderosa ou ovoidea). Hoje muitos desses pinhais desapareceram havendo já poucos onde ainda se pode realizar a apanha. São uma dádiva da natureza, literalmente, não só pelas suas qualidades (aroma, paladar e textura), como também porque se apanham livremente.

Micologia é a sua ciência e há imensas variedades, tendo de haver rigor absoluto de conhecimento para os podermos apanhar e usufruir do seu paladar, pois há várias espécies de cogumelos venenosas, podendo mesmo causar a morte.

São óptimos sozinhos, assados, com ovos mexidos, salteados com toque picante ligeiro ou numa saborosa açorda. Cada vez mais entram na confecção de pratos requintados e são extremamente saudáveis e de baixíssimo valor calórico.

Um dos melhores petiscos que conheço.

Tags: , , ,

Categoria: Diversos

Comentários (1)

Trackback URL | Feed RSS dos comentários

  1. Alfredo Carrapato diz:

    En lamego chamam-lhe Gasalhos

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *